COMPARTILHAR

Eu queria que tudo fosse mais fácil, que a vida fosse mais simples e que não houvesse dificuldades na vida. Na verdade, ninguém gostaria de ter quaisquer dificuldades na vida. Embora eu tenha vivido muitas situações desagradáveis, tenho certeza de que a minha vida é melhor do que a de muita gente no mundo.

Nesse momento, estou vivendo em Luanda, capital de Angola (país situado no continente africano), há quatro meses; e acreditem, o tempo aqui é corrido, o dia passa como vento e não nos permite fazer quase nada. Aqui enfrento engarrafamentos diários constantes nunca antes vistos no Brasil. O trânsito de São Paulo é fichinha comparado com o de Luanda. E isso não é o pior. Na maior parte da cidade e, por sinal, onde moro, só há internet 3G. Se no Brasil é uma merda, imaginem aqui. Navego à uma velocidade pior a da internet discada. O que dá pra fazer com isso, hein? E o tempo que passa rápido? É engraçado escrever sobre isso, mas o que eu faria, no Brasil, em cinco minutos, aqui levo mais de uma hora, até mesmo para publicar esse texto. Já tinha comentado sobre isso numa postagem. Para piorar tudo, meu Mac, o que mais gosto, ficou ruim. Pena de mim! Não há nem loja especializada em conserto. Enfim, estou vivendo algumas dificuldades com as quais não estou acostumada, e vejo tanta gente passando por realidades piores, que me enlouquecem. Isso por que a grande maioria dos habitantes daqui acredita que essas coisas são as mais normais. Gente!!! Juro! Não aguento quando me falam “se acostume”, “isso é Luanda”. Kkkk!
Não me acostumo, não. Nunca! Não pretendo me acostumar. Não vou deixar esse mal acabar com a minha disposição. Vou continuar com o blog, mas entendam, posso passar dias sem internet, por que o sinal está sempre ruim. Eis um motivo por que o blog não está sendo atualizado diariamente. Como já pedi diversas vezes, continuem me acompanhando, por que é a companhia de vocês que me dá mais força. 
Beijos, da Ani.

SEM COMENTÁRIOS