COMPARTILHAR

 Como eu tinha falado em um post anterior, estava louca pra fazer um corte no meu cabelo, pra mudar um pouco. Então sai a procura de um salão que entendesse de cabelo afro, pois não queria me arrepender depois, quando achei um salão, marquei para o dia seguinte no primeiro horário.

De primeira fiquei impressionada pelo salão estar tão cheio pois fica escondido. Como cheguei um pouco atrasada achei que iria ficar horas esperando, mais a menina da recepção me falou que eu era a “única que só iria cortar e pintar o cabelo” o resto das meninas iriam “relaxar o cabelo”.

Enquanto eu aguardava em torno de 15 minutos “fiquei chocada” com a quantidade de menininhas que aguardavam para serem atendidas na companhia das mães. Tinha muitas crianças pequenas, uma delas era tão pequenininha que não que não dava no lavatório nem com o banquinho que colocaram para ela, tinha uma outra que gritava “eu não quero” essas duas não deviam ter mais de três anos que é a idade mínima permitida pelo salão para relaxar o cabelo, uma outra por volta dos oito anos, cortou todo o cabelo tipo Joãozinho por só ter uns dois centímetros de cabelo na maior parte da cabeça o resto deu corte químico de tanta química que meterão no cabelo da criança. Tinha um mãe falando da filha mais nova que quando completasse três anos iria sentar na cadeira para passar a química no cabelo, pra me frustrar mais ainda, vi uma moça com uma bebê de oito meses no colo porque não tinha mais ninguém com ela para segurar a bebê enquanto ela passava o relaxamento, o bebê ficava ali sentindo o cheiro com um metro de distância.

Bom fiz minha californiana e arredondei o cabelo só para dar mais volume.
Ficou assim…

 As mães deveriam perceber que essa química toda na cabeça das crianças é prejudicial, além das crianças crescerem com a ideia errada sobre o próprio cabelo, como eu cresci eu e muitas outras pessoas cresceram.

Algo que percebi é que 4 de 5 mulheres não saiam com cacho nenhum após o relaxamento, só com o cabelo esticado e o amassado que elas faziam que ficava sem nenhuma definição.

Eu adorei meu cabelo, depois coloco mais fotos dele seco.

Ani Araujo

SEM COMENTÁRIOS