COMPARTILHAR

Totalmente entediados em casa, eu e meu marido, resolvemos ir a lapa só para passearmos. Chegando lá, vimos uma Lapa do jeitinho que eu gosto: toda irreverente, cheinha de gente descontraída e animada. A primeira coisa com a qual me deparei foi uma roda de samba – o que eu amo – bem no meio da rua. Tive que dar uma paradinha para olhar e, claro, treinar o “samba no pé” para o carnaval. Após continuarmos nosso passeio, decidimos parar então em um bar-restaurante com música ao vivo. Já o havíamos notado nas outras vezes em que passeávamos pela Lapa. Dessa vez, havia uma belíssima cantora tocando uma moringa sonora – o que nos encantou. Ficamos por lá umas duas horas. O bar fechou cedo, por isso continuamos nossa caminhada. Mas não muito longe do restaurante, havia um homem tocando saxofone, ficamos mais um tempo ouvindo – simplesmente esplêndido, adorei! Saindo daí, depois de uns duzentos metros, bem debaixo dos Arcos da Lapa, e para fechar nossa noite com chave de ouro, encontramos um cara numa bateria tirando um som show de bola. Sinceramente, adorei essa sexta-feira! Foi a melhor de muitas no meio das ruas da Lapa

.

Thuani Araújo

SEM COMENTÁRIOS